AVISOS E COMUNICADOS DA FISCALIZAÇÃO

Voltar

Relatório de Análise de Desligamentos Forçados do Sistema de Transmissão – Edição 2017

O Relatório de Análise de Desligamentos Forçados do Sistema de Transmissão – Edição 2017 contempla a análise de 1096 desligamentos forçados no sistema de transmissão brasileiro, abrangendo 81 instalações, 25 concessionárias e 15 grupos de transmissoras, que representam 29,1% do total de desligamentos no período de 1º de julho de 2015 a 30 de junho de 2016.

Em 41 (quarenta e uma) instalações, correspondente a 50,6% do total analisado, foram solicitados Planos de Melhorias e Providências – PMPs. Acrescentando as demandas oriundas das Campanhas de Fiscalização, foram solicitados 53 (cinquenta e três) PMPs específicos para a solução dos problemas identificados. Adicionalmente, o relatório apresenta uma exposição de motivos para os casos em que não houve solicitação de PMPs.  

O relatório também apresentou uma descrição dos desdobramentos das ações do primeiro ciclo de análises, que considerou os desligamentos ocorridos entre 1º de agosto de 2014 a 31 de julho de 2015. Essas ações envolveram o acompanhamento  diferenciado de empreendimentos e os três grupos de trabalhos (GTs) criados: GT Queimadas, GT Teleassistência e GT Norte-Sudeste.

De forma resumida também foram apresentados os resultados já percebidos oriundos do primeiro ciclo de análises. Os desligamentos sem causa determinada vem caindo de forma persistente, com redução efetiva de 46%, considerando os dados apurados até março de 2017. No caso dos desligamentos forçados, o desempenho do sistema após a inserção dos PMPs também já apresentou uma melhora, com um ligeiro recuo na quantidade total de desligamentos forçados.

Figura: Desempenho do sistema de transmissão antes, durante e após o primeiro ciclo de análises.