TARIFA

ANEEL aprova redução de 14,18% no Reajuste Tarifário Anual da Santa Maria (ES)

Autor: AID

Publicação: 13/08/2019 | 14:22

Última modificação: 13/08/2019 | 14:43

 

 

A diretoria colegiada da ANEEL aprovou nesta terça-feira (13/8), o Reajuste Tarifário Anual de 2019 da Empresa Luz e Força Santa Maria S.A. A distribuidora atende 112.792 mil de unidades consumidoras, localizadas no estado do Espírito Santo.

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos relativos à prestação do serviço.

Dentre os itens que mais contribuíram para o reajuste negativo destaca-se a diminuição dos custos com a aquisição de energia, que representou - 3,78% no efeito. Adicionalmente o expressivo crescimento do mercado da empresa colaborou para o aumento de receita, e teve um impacto de -8,05% no cálculo do reajuste.

Os gastos com encargos setoriais colaboraram para reduzir o índice de reajuste tarifário em -5,28%, destaque para o pagamento do empréstimo da Conta ACR e a retirada da CDE Decreto da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). 

Confira abaixo os novos índices, que entram em vigor a partir de 22/8/19: 

Empresa

Consumidores residenciais - B1

Sta. Maria

-15,95% (redução)

 

 

Empresa

Classe de Consumo – Consumidores cativos

Baixa tensão
em média

Alta tensão
em média (indústrias)

Efeito Médio
para o consumidor

Sta. Maria

-13,91% (redução)

-15,27% (redução)

-14,18% (redução)

 

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Mais informações sobre reajustes tarifários aqui