TRANSMISSÃO

ANEEL inova e alcança solução para viabilizar obra de mobilidade no DF

Autor: AID

Publicação: 19/02/2020 | 12:43

Última modificação: 19/02/2020 | 12:47

 

Sempre em busca de soluções que viabilizem os investimentos e o bem-estar da população, a ANEEL assinou nesta quarta-feira (19/2), em cerimônia com a presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, resoluções que vão viabilizar o projeto da Avenida das Cidades, do governo de Brasília.

A ANEEL autorizou intervenções que consistem no enterramento ou remanejamento de trechos de linhas de transmissão para possibilitar a construção da Avenida, uma obra de mais de 20 km que ligará as regiões de Samambaia, Taguatinga e Águas Claras ao plano piloto de Brasília, ajudando a desafogar o trânsito no DF.



“Essa obra alia modernidade a um projeto de mobilidade urbana. Ela une Brasília, disse o governador Ibaneis Rocha, que agradeceu o empenho da ANEEL para encontrar uma solução para a questão. “Todo o trabalho da avenida das cidades foi feito pensando na modernização de Brasília, reestruturando a cidade tanto do ponto de vista comercial, industrial, de novos negócios, de novas oportunidades para os moradores”, acrescentou.

“Ficamos satisfeitos em atuar como condutores do desenvolvimento.  Nesse processo, interagimos com o Ministério de Minas e Energia, ONS e EPE, além dos dois concessionários que tem ativos afetados pelo projeto, Furnas e Vale do São Bartolomeu”, disse o diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, após assinar as resoluções.



“A ANEEL foi inovadora nesse processo, que cria solução pra gerar investimentos com neutralidade de custos para os consumidores de energia elétrica, que não terão de arcar com os custos da obra”, disse a diretora da ANEEL Elisa Bastos, relatora do caso no colegiado da agência.

Pepitone reforçou que a viabilidade econômica da obra viária virá do próprio projeto. “Este caso servirá como benchmark para pleitos semelhantes de outras partes do Brasil”, disse o diretor-geral.

O evento contou também com as presenças do diretor da ANEEL Efrain Cruz, do secretário de Estado de Projetos Especiais do GDF, Everardo Gueiros, e do diretor de Regulação e Comercialização de Furnas, José Alves de Mello Franco.

 

 

Link curto para esta página: http://bit.ly/38IQzx0