DISTRIBUIÇÃO

ANEEL nega conversão de compensações em investimentos na Celg-D (GO)

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: 03/11/2017 | 16:3

Última modificação: 03/11/2017 | 16:45

A ANEEL indeferiu, nesta terça-feira (31/10), o pedido da Enel Brasil de converter o pagamento de compensações por violação dos limites de indicadores de qualidade em investimentos na área de concessão da Celg Distribuição (Celg-D). A empresa fornece energia para 2,7 milhões de unidades consumidoras em Goiás.

O pleito da Enel baseava-se em situação similar concedida às distribuidoras do Grupo Rede (Celpa, Cemat e Celtins). Entretanto, naquele caso a conversão ocorreu em fase anterior ao processo de venda das empresas, e constituía o arcabouço normativo que viabilizou a transferência do controle acionário, tida como imprescindível para a recuperação das empresas e reestabelecimento da prestação adequada do serviço. Esse não foi o caso da Celg Distribuição.

A matéria foi objeto da audiência pública 17/2017, que recebeu contribuições da sociedade entre 13/4 e 12/5/2017.