ANEEL participa de solenidade que marca plena operação de Belo Monte

Autor: AID

Publicação: 27/11/2019 | 18:53

Última modificação: 28/11/2019 | 10:31

 

A ANEEL participou nesta quarta-feira (27/11) da cerimônia de inauguração da última turbina da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA), representada pelo diretor-geral André Pepitone. O evento, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, e do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, marcou o acionamento da 18ª turbina da Casa de Força Principal da usina.

Com isso, o empreendimento passará a operar com toda sua potência instalada, de 11,2 mil MW.

A ANEEL assinou na semana passada o termo de liberação para operação comercial da turbina, em cerimônia na sede da agência.


Fonte: MME

“A maior usina geradora 100% nacional e quarto maior empreendimento hidrelétrico do mundo veio coroar a vanguarda da engenharia brasileira nesse segmento, que exporta conhecimento ao mundo sobre técnicas de inventário, projeto básico, projeto executivo, construção e operação de usinas hidrelétricas”, disse Pepitone.

A usina, que  gerou mais de 30 mil empregos em sua fase de obras, levará energia limpa a cerca de 60 milhões de pessoas em todo o país. O volume de 166 milhões de m3 de escavações, corresponde ao do Canal do Panamá, e destaca a UHE Belo Monte como um dos maiores projetos em execução no mundo nos últimos anos.

Seu vertedouro, localizado no sítio Pimental, tem capacidade para despejar 62 milhões de litros d'água por segundo, o que equivale à vazão dos rios Madeira e Negro ao mesmo tempo. Outra curiosidade é que cada unidade geradora de 611 MW, equivalente a 20 Pequenas Centrais Hidrelétricas - PCH, foi totalmente desenvolvida e fabricada no Brasil, atestando a capacidade da Engenharia e da Indústria brasileira no cenário internacional de geração de energia elétrica.

 

 

Link curto para esta página: https://bit.ly/35PZxXJ