GESTÃO

ANEEL promove redução de gastos em 2019 de cerca de R$ 24,5 milhões

Autor: AID

Publicação: 19/09/2019 | 10:53

Última modificação: 19/09/2019 | 10:54

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) em 2019 tomou algumas medidas para racionalização de gastos e economizou, sem contingenciamento, R$ 24,2 milhões do orçamento previsto para suas diversas atividades.

Destaques para a redução dos custos com realização de pregões que até o momento acarretou diminuição de R$ 4,2 milhões em relação ao valor inicialmente previsto; e para os gastos com a ouvidoria setorial que foram reduzidos em R$ 3,6 milhões, somando custos com telefonia e com o novo contrato da Central de Teleatendimento (CTA). A economia obtida, nessa ação, deve-se, além do novo contrato da CTA, aos serviços de atendimento ao consumidor por chatbot e pelo aplicativo da ANEEL.

Outra importante ação de contenção de despesas foi a instalação da usina fotovoltaica na sede da ANEEL no final de 2018. A usina economizou nos 10 primeiros meses de funcionamento R$ 334 mil (média de R$ 33,4 mil por mês) em contas de luz. As placas atualmente cobrem 24% do consumo de energia elétrica na ANEEL.

O diretor-geral da Agência, André Pepitone, destacou que “a ANEEL sempre busca racionalizar seus gastos com gestão eficiente de recursos. É importante que todos os órgãos públicos tenham essa consciência e imprimam ações de controle de custos em benefício do poder público e da sociedade brasileira”.