MOBILIDADE ELÉTRICA

Chamada de P&D sobre mobilidade elétrica tem uma centena de empresas interessadas

Autor: AID

Publicação: 02/05/2019 | 13:16

Última modificação: 02/05/2019 | 16:15

 

Um total de 100 empresas do setor elétrico, das áreas de geração, transmissão e distribuição, manifestou interesse em participar da Chamada de Projeto de P&D Estratégico nº 22/2018 da ANEEL, para Desenvolvimento de Soluções em Mobilidade Elétrica Eficiente. A chamada tem como objetivo receber projetos para soluções em mobilidade elétrica, seja por meio de modelos de negócio, equipamentos, tecnologias, serviços, sistemas e infraestruturas para suporte ao desenvolvimento e à operação dos veículos elétricos ou híbridos plug-in, a bateria ou célula combustível.

Pelo calendário previsto, os interessados têm até o dia 15 de julho de 2019 para enviar à ANEEL suas propostas, que serão apresentadas em um workshop na Agência no início de agosto, para início de execução dos projetos ainda em 2019.

A Chamada é fruto de uma construção conjunta e participativa com o setor, por meio da Rede de Inovação no Setor Elétrico – RISE aplicada à mobilidade elétrica, cuja concepção foi iniciada em abril do ano passado, com discussões técnicas que agregaram representantes da indústria e serviços, dos setores automotivo, transporte, logística, petróleo e gás e ambiental, além dos executores consagrados das universidades e centros de pesquisa.

O objetivo da Chamada é gerar produtos inovadores de P&D e Eficiência Energética nas fases finais da cadeia de inovação, sejam elas cabeça de série, lote pioneiro ou inserção no mercado. O importante é que as empresas apresentem soluções desenhadas com modelos de negócio e com clientes bem definidos.

Estão previstos projetos nos temas de Eficiência energética na mobilidade elétrica, inserção/integração de fontes de energias renováveis na mobilidade elétrica – Tecnologias e/ou Operação, mobilidade elétrica de veículos superleves, leves e pesados, compartilhamento /desenvolvimentos de infraestrutura para a mobilidade elétrica e armazenamento de energia voltado à mobilidade elétrica.

Os executores interessados em participar podem procurar as empresas do setor elétrico que manifestaram interesse. Confira AQUI a lista de empresas que manifestaram interesse em participar da chamada.


Infraestrutura de recarga

Como parte do trabalho de promover a inovação no setor elétrico e viabilizar o aperfeiçoamento da mobilidade elétrica no país, a ANEEL participou, no fim do ano passado, de uma viagem de 423 km para avaliar a infraestrutura e a experiência de recarga de veículos no chamado Corredor Elétrico Sul, entre Curitiba (PR) e Florianópolis (SC). A jornada contou com a participação de especialistas da ANEEL, de representantes da Agência de Cooperação Alemã-GIZ, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), do Centro de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), Lactec, Itaipu Binacional, Companhia Paranaense de Energia Elétrica (COPEL) e Companhia de Energia Elétrica de Santa Catarina (CELESC).

A missão buscou verificar os resultados da Resolução normativa 819/2018, que estabelece os procedimentos e as condições para a realização de atividades de recarga de veículos elétricos, bem como a evolução do mercado, as oportunidades de melhoria e a performance dos equipamentos.

A equipe verificou que a recarga rápida permite atingir 80% da bateria do veículo BMW i3 em apenas 15 minutos. Sobre a regeneração, pôde-se verificar que a bateria dos veículos é carregada significativamente nas descidas e frenagens. A indústria automobilística tem anunciado a disponibilização de novos modelos elétricos no mercado brasileiro, o que contribuirá para expansão da frota desses veículos no país.