Integração energética e segurança da regulação são debatidos em seminário no Rio

Autor: AID

Publicação: 27/09/2019 | 17:41

Última modificação: 27/09/2019 | 18:27

A integração energética e o intercâmbio sobre práticas regulatórias entre os países Ibero-Americanos  foram alguns dos temas abordados pela ANEEL no Seminário Internacional "Transição e Integração Energética nos Países Ibero-Americanos , realizado nesta sexta -feira (27/9) no Rio de Janeiro. O evento foi promovido pela Escola Ibero-Americana de Regulação Elétrica , pela ARIAE e pela ANEEL nas instalações da FGV.

"Um dos pilares centrais de nossa atuação no âmbito da ARIAE é esse eixo da capacitação e intercâmbio entre os países ibero-americanos", disse o diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, que também é presidente da ARIAE.

Além de Pepitone, o evento contou com as presenças do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, do presidente do BNDES, Gustavo Montezano, do diretor-presidente da Eletronuclear, Leonam dos Santos Guimarães, do presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal, do diretor-geral de Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna, além do diretor da ANEEL Efrain Cruz.

Durante os debates do evento, o presidente da consultoria  PSR, Luiz Barroso, disse que atuação transparente da ANEEL favorece o setor elétrico brasileiro em seu processo de modernização. "A agência é referência no mundo. Faz sua reunião pública aberta há muito tempo", disse Barroso.

Pepitone lembrou que, em outubro, a ANEEL comemora a marca de 15 anos da abertura e transmissão online de sua reunião de diretoria.

"Isso confere segurança, isso confere transparência, e melhora o ambiente de negócios", disse.

Pepitone disse que algo comum em todos os países latino-americanos é a necessidade de investimentos em infraestrutura. " E eles têm no braço da regulação a ferramenta para trazer segurança, estabilidade ao mercado e atrair investimentos ".