SABATINA

Senado sabatina e aprova indicados para Diretoria da ANEEL

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: 15/05/2018 | 12:8

Última modificação: 15/05/2018 | 12:14

 

A Comissão de Infraestrutura (CI) do Senado Federal sabatinou e aprovou, nesta terça-feira (15/5), os indicados para diretores da ANEEL Rodrigo Limp Nascimento e Sandoval de Araújo Feitosa Neto. Os relatores das indicações foram os senadores Roberto Muniz (PP/BA) e Roberto Rocha (PSDB/MA), respectivamente. Rodrigo Limp e Sandoval Feitosa foram aprovados com 15 votos favoráveis e 3 votos contrários. Aprovada na CI, a indicação será submetida ao Plenário do Senado.

Ao responder às perguntas dos senadores sobre os segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, Sandoval Feitosa ressaltou a importância da isonomia no tratamento das questões regulatórias. Face à aprovação de sua indicação, Rodrigo Limp afirmou estar convicto que contribuirá com as políticas do setor e com as melhores práticas regulatórias.

Rodrigo Limp é formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Juiz de Fora UFJF (2007) e Mestre em Economia do Setor Público pela Universidade de Brasília – UnB (2012). Na ANEEL, Limp atuou como Especialista em Regulação de janeiro de 2007 a fevereiro de 2015 na Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e Distribuição. Executou na Agência atividades técnicas e econômico-financeiras associadas aos leilões de concessões de transmissão de energia elétrica. Atualmente é Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados na área de Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos.

Sandoval de Araújo Feitosa Neto é Engenheiro Eletricista graduado pela Universidade Federal do Maranhão (2002) e Mestre em Engenharia Elétrica pela Unb (2009). Trabalhou na Companhia Energética do Maranhão (Cemar), de 2001 a 2003, na gerência técnica dos processos de manutenção e operação do sistema de distribuição. De 2003 a 2005 atuou na Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) na coordenação de equipes técnicas de manutenção. Em 2005 tornou-se Especialista em Regulação da ANEEL exercendo atividade de auditorias técnicas na Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade. Em 2014 passou a atuar na Assessoria da Diretoria da ANEEL e, no final de maio de 2015, assumiu a Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão. Em janeiro de 2017 tornou-se superintendente de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade.

Nos termos do Ato nº 1, de 2009-CI (redação dada pelo Ato nº 4, de 2013-CI), a avaliação dos indicados pela Comissão é feita em duas etapas. A primeira consiste na apresentação do parecer do relator sobre o indicado. Nessa fase, sem a presença do indicado, o relator pode debater com os membros da comissão o conteúdo das questões que serão formuladas na sabatina. Após essa etapa é concedida automaticamente vista coletiva da indicação aos senadores por, no máximo, duas sessões. Na segunda fase, a autoridade é submetida à arguição dos membros da CI para, em seguida, ser votado o parecer do relator. Aprovada na CI, a indicação é então submetida ao Plenário do Senado.

As indicações da Presidência da República foram feitas pelas mensagens 26/2018 e 27/2018.