ANEEL

Diretores tomam posse em cerimônia realizada no MME

André Pepitone da Nóbrega e Efrain Pereira da Cruz tomam posse para Diretoria da ANEEL no Ministério de Minas e Energia

Pesquisar Noticias

Período de: a
Voltar

Terceiro dia da Ariae reúne autoridades no Itamaraty em Brasília

INSTITUCIONAL

Terceiro dia da Ariae reúne autoridades no Itamaraty em Brasília

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataCriacao)

Última modificação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataModificacao)

 

O terceiro dia da 22º Reunião Anual da Associação Ibero-Americana de Entidades Reguladoras de Energia (Ariae) foi marcado pela presença de várias autoridades no Palácio do Itamaraty, em Brasília. O evento contou com a presença do diretor da ANEEL e atual presidente da Ariae, André Pepitone, do deputado federal Arnaldo Jardim do PPS/SP, de Daniel Schmeler (Peru) presidente antecessor de Pepitone na Ariae, do presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga, do Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético, Eduardo Azevedo do Subsecretário-geral de Meio Ambiente, Energia, Ciência e Tecnologia, o embaixador José Antônio Marcondes de Carvalho, e do Vice-Presidente da Ariae e Conselheiro de CNMC da Espanha, Josep María Guinart.

Na abertura do terceiro dia, o diretor da ANEEL, André Pepitone, agradeceu a oportunidade e a confiança depositadas nele e na Agência para ocupar a presidência da Ariae pelos próximos três anos. ”O propósito da presidência brasileira, em síntese, será o de contribuir para uma ARIAE moderna, afinada e atenta às tendências do mercado mundial, como recepcionar o inexorável processo de inovação que se apresenta com achegada do armazenamento de energia, da geração solar fotovoltaica, dos veículos elétricos, do consumidor produtor de sua própria energia”, destacou. De acordo com Pepitone, por ser constituída por países em desenvolvimento, a Ariae pode ajudar a fomentar investimentos no Brasil, além de selar parcerias que estão de acordo com o que há de mais moderno em nível mundial. “O intercâmbio entre países que estão passando por problemas parecidos ajuda a fortalecer a regulação e cria um ambiente de harmonização das regras. Nesse sentido, a Ariae e a Escola Ibero-Americana de Regulação podem contribuir bastante para uma regulação forte e estável”, ressaltou.

No terceiro dia, no período da manhã e início da tarde, ocorreram painéis sobre metodologia de tarifas elétricas e de gás, descarbonização, tratamento de subsídios, papel da atividade de distribuição e integração de recursos. O dia foi fechado com painéis sobre o regulador de energia e áreas de cooperação. Amanhã (24/5), também no Palácio do Itamaraty, serão discutidos temas como energia limpa e eficiente, desenvolvimento de infraestruturas e institutos reguladores.