FRAUDE

Atenção: e-mails fraudulentos em nome da ANEEL

Nos últimos dias, têm chegado à Ouvidoria Institucional da Agência (OIN) relatos de consumidores reportando o recebimento de supostas mensagens da ANEEL acerca de cobranças de irregularidades.

Pesquisar Noticias

Período de: a
Voltar

Último dia da ARIAE aborda desafios do setor de energia elétrica

INSTITUCIONAL

Último dia da ARIAE aborda desafios do setor de energia elétrica

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataCriacao)

Última modificação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataModificacao)

 

 

Energia limpa, eficiência energética, leilões de fontes renováveis foram alguns dos principais assuntos debatidos no último dia de apresentações da 22º Reunião Anual da Associação Iberoamericana de Entidades Reguladoras de Energia (Ariae). O último dia ressaltou também os desafios do setor de infraestrutura e o papel dos órgãos reguladores.


O evento desta quinta-feira (24/5) contou com a presença do diretor da ANEEL, André Pepitone, nomeado novo presidente da Ariae, de Daniel Schmeler (Peru) antecessor de Pepitone na presidência da instituição; de Collette Honorable (Estados Unidos) da Associação Nacional de Comissários Reguladores de Serviços Públicos; do atual vice-presidente da Ariae, Cesar Pietro (República Dominicana) e o chefe da unidade de Recursos Naturais da Comissão Econômica para América Latina e Caribe das Nações Unidas (Cepal), Manlio Coviello.


O atual presidente da Ariae, André Pepitone, agradeceu a presença de todos os participantes e exaltou a qualidade do fórum. Segundo Pepitone “o evento foi rico em debates e deverá contribuir para fortalecer os órgãos reguladores”. O novo presidente da Ariae destacou também que “os intercâmbios de conhecimento são essências para dar robustez a associações como a Ariae”. Por fim, o diretor afirmou que foi uma satisfação recepcionar os congressistas e comemorou o êxito do evento.


Daniel Schmerler, dirigente do órgão regulador de energia peruano e da Ariae, felicitou André Pepitone e os demais servidores da ANEEL pela organização do encontro e pela cessão do espaço para debater e compartilhar temas comuns e muito importantes para os reguladores latino-americanos, bem como compartilhar experiências, problemas e suas soluções. “É um excelente espaço para conhecer e trocar informações, especialmente por ser a primeira vez que nos reunimos com a associação de reguladores de serviços públicos dos Estados Unidos da América, da Naruc, entidade de um país bastante desenvolvido e que traz outro tipo de experiências diferentes, ao mesmo tempo em que eles estão interessados em conhecer os desafios dos reguladores da América Latina”.


Manlio Coviello, da Cepal, congratulou o Brasil por assumir a presidência da associação. “Gostaria de parabenizar o Brasil por sediar este evento muito importante e também por ter o novo presidente da Ariae. Será importante integrar os avanços regulatórios com as novas tendências tecnológicas”, acrescentou.


A Reunião de Reguladores da Ariae contou com representações de cerca de 25 países. Ela ocorre uma vez por ano e congrega associados e instituições convidadas, com o objetivo de promover o intercâmbio de informações, experiências e melhores práticas, além de estreitar vínculos entre os participantes. As últimas reuniões foram realizadas na Cidade do Panamá, em 2017; em Cusco, Peru, em 2016; e em Madri, Espanha, em 2015. A próxima reunião da Ariae deverá ser sediada pela República Dominicana.


A Ariae foi constituída em 17 de março de 2000 na cidade de Buenos Aires (Argentina). A instituição reúne 25 organismos reguladores de energia de 20 países ibero-americanos: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela, e o regulador do mercado da América Central, a Comissão Regional de Interligação Elétrica (Crie).


Fórum de comunicação entre especialistas e profissionais das entidades associadas, a Associação tem o intuito de promover a troca de experiências, compartilhar o conhecimento e promover atividades nos campos de pesquisa e desenvolvimento.