Ministro de Minas e Energia Moreira Fanco, apertando a mão da nova diretora da ANEEL Elisa Bastos

ANEEL

Elisa Bastos toma posse como diretora em cerimônia realizada na ANEEL

A cerimônia ocorreu na terça-feira (11/12) na sede da Agência em Brasília

Pesquisar Noticias

Período de: a
Voltar

ANEEL acompanha geração continuada de térmicas em Roraima

GERAÇÃO

ANEEL acompanha geração continuada de térmicas em Roraima

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataCriacao)

Última modificação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataModificacao)

 

Com os seguidos desligamentos da linha de transmissão que conduz energia elétrica da Venezuela para Roraima, a Eletrobras Distribuição Roraima vem realizando, sob supervisão da ANEEL, operação contínua do parque térmico local, iniciada a partir das 13h30 de domingo (horário de Boa Vista), sem o uso de energia importada da Venezuela.

A medida é preventiva e partiu de determinação do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE). Com o acionamento do parque térmico local, o objetivo do Governo Federal foi garantir a confiabilidade e a qualidade do suprimento de energia elétrica em Roraima, mesmo no caso de uma eventual interrupção prolongada no fornecimento que vem da Venezuela.

Além da possibilidade de corte definitivo, a precariedade do envio dessa energia importada levou as autoridades realizar a geração autônoma de energia no Estado.

Com todos esses problemas, do início do ano até setembro, já foram registrados 65 blecautes em Roraima, sendo que nos últimos 60 dias ocorreram 13 incidentes em julho, 10 em agosto e 34 somente no último mês, o que demonstra a frequente descontinuidade no sistema.

O diesel usado pelas usinas térmicas na operação será custeado pela Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), rateada entre todos os consumidores do sistema interligado nacional (SIN), por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

No início de setembro, a diretoria da ANEEL aprovou a revisão do orçamento da CDE, justamente para acomodar, até dezembro de 2018, entre outros custos, os gastos com o acionamento das térmicas no Estado, devido à possibilidade de interrupção no fornecimento da Venezuela. Foram provisionados R$ 406 milhões para a substituição da energia da Venezuela por geração termelétrica a diesel.

O parque térmico de Roraima é formado por quatro usinas principais: Monte Cristo (125,1 MW), Floresta (40 MW), Distrito (40 MW) e Novo Paraíso (12 MW).