Ministro de Minas e Energia Moreira Fanco, apertando a mão da nova diretora da ANEEL Elisa Bastos

ANEEL

Elisa Bastos toma posse como diretora em cerimônia realizada na ANEEL

A cerimônia ocorreu na terça-feira (11/12) na sede da Agência em Brasília

Pesquisar Noticias

Período de: a
Voltar

Reajuste tarifário da DMED entra em vigor dia 22/11

TARIFAS

Reajuste tarifário da DMED entra em vigor dia 22/11

Autor: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Publicação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataCriacao)

Última modificação: $dateTool.format($dataFormatada, $dataModificacao)

 

Aprovada a aplicação do reajuste tarifário da DME Distribuição S.A.-DMED, a partir de 22/11/2018. A empresa atende 76.224 mil unidades consumidoras localizadas em Minas Gerais.

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço.

O índice de reajuste da DMED foi impactado pela compensação dos valores de compra de energia não considerados no valor médio concedido na tarifa (CVA Energia) definida no último processo tarifário. Ou seja, a distribuidora teve ao longo do ano passado custos mais altos do que o concedido via tarifa para aquisição de energia, e que foram incorporados ao processo tarifário deste ano.

O diretor-geral da ANEEL, André Pepitone, afirmou que a escassez hídrica dos últimos anos tem impactado muito a gestão da compra de energia das distribuidoras. “Com o regime hidrológico adverso, e o ano de 2017 foi o 3º pior numa série histórica de 86 anos, o despacho de térmicas aumentou o que eleva muito os custos de aquisição de energia e impacta o valor final da tarifa ao consumidor”, explicou o diretor.

Confira abaixo os índices que serão aplicados às contas de luz dos consumidores:

Empresa

Consumidores residenciais - B1

DMED (MG)

20,05%

 

Empresa

Classe de Consumo – Consumidores cativos

Baixa tensão
em média

Alta tensão
em média (indústrias)

Efeito Médio para
o consumidor

DMED (MG)

20,09%

22,78%

21,08%


A bandeira tarifária contribuiu para reduzir em 0,15% o índice final do reajuste da DMED.

O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Mais informações sobre reajustes tarifários podem ser consultadas no endereço eletrônico www.aneel.gov.br, no link entendendo a tarifa, e no aplicativo ANEEL Consumidor, disponível para dispositivos móveis Android ou IOS.