ANEEL assina liberação para operação da última turbina de Belo Monte

Autor: AID

Publicação: 19/11/2019 | 18:44

Última modificação: 20/11/2019 | 08:26



A ANEEL assinou nessa terça-feira (19/11) o termo de liberação para operação comercial da 18ª turbina da Casa de Força Principal da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Com isso, a usina, a maior geradora de energia 100% brasileira, passará a operar com toda sua potência instalada, de 11,2 mil MW.

A usina, que  gerou mais de 30 mil empregos em sua fase de obras, levará energia limpa a cerca de 60 milhões de pessoas em todo o país. “Se alguém ainda duvida da capacidade do brasileiro de empreender, se alguém tem medo de realizar grandes sonhos ou ainda não acredita que o Brasil é capaz de estar entre as maiores potências mundiais, Belo Monte está aí para nos dar a resposta", disse Pepitone.

A solenidade de assinatura ocorreu na sede da ANEEL e contou também com as presenças da secretária-executiva do Ministério de Minas e Energia, Marisete Pereira, do presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, e do diretor presidente da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro Pinto.

Por parte da ANEEL, participaram também da solenidade os diretores Efrain Cruz, Elisa Bastos e Rodrigo Limp.

“A entrega dessa obra mostra o que é possível fazer quando se somam esforços em busca de um objetivo”, disse Marisete.

A concessão do projeto de Belo Monte foi leiloada pela ANEEL em 2010 e arrematada pelo consórcio Norte Energia. O contrato de concessão da usina vale por 35 anos, contados a partir de agosto de 2010.

“Estamos entregando a usina plenamente em operação”, disse o diretor presidente da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro Pinto, que elogiou a importância da atuação da ANEEL no setor elétrico brasileiro.

 

 

Link curto para esta página: https://bit.ly/2QwU2IL