GERAÇÃO

Geração eólica ultrapassa os 20 GW de capacidade instalada no Brasil

Mais de 750 parques eólicos estão em operação no território brasileiro, com mais de 10 mil torres eólicas

Autor: AID

Publicação: 19/11/2021 | 15:49

Última modificação: 23/11/2021 | 17:29

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) liberou para operação comercial, a partir deste sábado (20/11), 45,9 megawatts (MW) em unidades geradoras das usinas eólicas - e, com esse ato, o Brasil supera a marca de 20 gigawatts (GW) de capacidade instalada em geração eólica. Trata-se de energia suficiente para suprir a demanda de mais de 20 milhões de habitantes. A título de comparação, os 20 GW alcançados são equivalentes a toda a capacidade instalada em Portugal (proveniente de todas as fontes). A publicação sairá no Diário Oficial da União de segunda-feira (22/11).

A força dos ventos se consolida assim como a terceira maior fonte de geração de energia elétrica no país. Mais de 750 parques eólicos estão em operação no território brasileiro, com mais de 10 mil torres eólicas. De acordo com o Global Wind Energy Council (GWEC), o Brasil ocupa a sétima posição no ranking mundial de geração eólica.

O destaque da geração eólica para a produção de eletricidade fica com a região Nordeste, que sozinha responde por cerca de 90% da capacidade instalada. São da região as quatro usinas que romperam juntas a marca dos 20 GW:  Ventos de Arapuá 1, 2 e 3 (Paraíba), Chafariz 4 (Paraíba), Filgueira II (Rio Grande do Norte) e Ventos de Santa Martina 11 (Rio Grande do Norte).

Vale ressaltar que tal crescimento foi impulsionado pelos leilões promovidos pela ANEEL nos últimos 10 anos. Até 2013, os parques eólicos forneciam menos de 2 GW, representando menos de 10% da capacidade atual.

Mais de 12 GW de novas eólicas já foram outorgados pela ANEEL, distribuídos em 353 empreendimentos. Destes, 170 já estão em construção. A expectativa é de que a geração eólica alcance a marca de 25 GW nos próximos dois anos.

Para mais informações, consulte no portal da ANEEL os bancos de informação SIGA e RALIE.

 

 

Link curto para esta página: bit.ly/3qUqDuy