GERAÇÃO

Usinas eólicas correspondem a 65% da capacidade de geração instalada em setembro

Autor: AID

Publicação: 01/10/2020 | 16:16

Última modificação: 01/10/2020 | 16:20

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) encerrou setembro com 147,54 megawatts (MW) liberados para operação comercial – sendo 65% em geração de fonte eólica e os outros 35% a partir das fontes térmica (usinas termelétricas) e hídrica (pequenas centrais hidrelétricas).

Em 2020, a fiscalização da Agência liberou 3.445,27 MW em 15 estados do País – ou seja, mais da metade das unidades federativas no Brasil ganhou pelo menos uma usina este ano.



Dentre as usinas de fonte eólica, o destaque foi a entrada em operação comercial, mais de um ano antes da data prevista, de 21 unidades geradoras do complexo Ventos de São Januário, totalizando 88,2 MW. Com dois anos ou mais de antecedência em relação ao prazo estimado, também foram entregues para operação comercial duas unidades geradoras da usina eólica Vila Maranhão III, no Rio Grande do Norte, totalizando 7,1 MW, e uma unidade geradora da usina térmica a biomassa Inpasa Mutum, em Mato Grosso, com 22,4 MW de potência liberada.

Apesar do cenário de pandemia da Covid-19, a ANEEL tem mantido normalmente o acompanhamento da expansão da oferta de energia elétrica no Brasil. Entre as inovações utilizadas pela fiscalização da Agência está, por exemplo, o uso de tecnologias que permitem o acompanhamento de obras por imagens de satélite. Leia mais.

Outras informações sobre o acompanhamento da expansão da oferta de geração estão disponíveis em painéis interativos no endereço www.aneel.gov.br/fiscalizacao-dos-servicos-de-geracao. Esses painéis trazem um histórico da expansão da geração desde a criação da ANEEL (1997) e, também, perspectivas a partir da base de dados de todos os empreendimentos outorgados para construção.


Capacidade instalada

O Brasil alcançou, em agosto, a capacidade instalada de 173.455,8 MW de potência fiscalizada, de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da ANEEL, o SIGA, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, 74,47% das usinas são impulsionadas por fontes consideradas sustentáveis, com baixa emissão de gases do efeito estufa.

 

 

Link curto para esta página: bit.ly/33kn44r