SETOR ELÉTRICO

Fonte eólica se destaca entre as novas usinas liberadas pela ANEEL em julho

Autor: AID

Publicação: 03/08/2020 | 13:53

Última modificação: 03/08/2020 | 13:59

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) fechou o mês de julho com 119,97 MW liberados para operação comercial – sendo 84% deles em usinas eólicas. A inserção dessa fonte na matriz elétrica tem se destacado em 2020. Ao longo do ano, a fiscalização da Agência liberou 3.123,38 MW em 12 estados do País.

Apesar do cenário de pandemia da Covid-19, a ANEEL tem mantido normalmente o acompanhamento da expansão da oferta de energia elétrica no Brasil. Entre as inovações utilizadas pela fiscalização da Agência está, por exemplo, o uso de tecnologias que permitem o acompanhamento de obras por imagens de satélite. Leia mais​.



Mais informações detalhadas sobre o acompanhamento da expansão da oferta de geração estão disponíveis em painéis interativos no endereço www.aneel.gov.br/fiscalizacao-dos-servicos-de-geracao. Esses painéis trazem histórico da expansão da geração desde a criação da ANEEL (1997) e, também, perspectivas futuras a partir da base de dados de todos os empreendimentos atualmente outorgados para construção.


Capacidade instalada

O Brasil alcançou em 2020, até o momento, capacidade instalada de 172.744 MW de potência fiscalizada, de acordo com dados do Sistema de Informações de Geração da ANEEL, o SIGA, atualizado diariamente com dados de usinas em operação e de empreendimentos outorgados em fase de construção. Desse total em operação, 82,79% são impulsionados por fontes renováveis.

 

 

Link curto para esta página: bit.ly/31coI5P